sábado, 24 de janeiro de 2009

Curso ministrado pela psicóloga e professora Ms. Alaide Degani de Cantone

Geralmente no mês de Janeiro é tempo de descançar a cabeça depois do furação que foi o 1.º ano de Psicologia. Bem para mim, é tempo para correr atrás de cursos, de se atualizar. É a hora de buscar conhecimentos que bem sabemos, é muito limitado em Universidades.

Participei de três cursos bastante interessantes e alguns promissores no início deste ano. O primeiro foi o Curso de Extensão Cultural de Psicologia Hospitalar e da Saúde realizado pelo Centro de Estudos e Pesquisas em Psicologia e Saúde ( CEPPS).

Foi muito rico, deu para ter uma boa idéia de como é tratado hoje a psicologia hospitalar e o do que é esperada do profissional que se engaja nesta área de atuação. O curso de iníciou ás 9:00am e terminou ás 18:00pm, com o total de 10:00horas/de carga horária. Dentro do que foi o curso, anotei algumas frases ditas no meio da aula ou que achei relevantes na apostila que recebemos, um pouco desta essência do que aprendi:

" Doença seria um ato de criação psiquíca"
George Grodeck (médico alemão)

" Psique (alma) e corpo reagem um com o outro, uma mudança no estado da psique produz uma mudança no corpo e vice-versa".
Aristóteles ( Filósofo grego)

"O homem é a sua liberdade e está condenado a ser livre. É responsável por tudo que faz”
Sartre (Filósofo e escritor francês)

"Toda pessoa carente de saúde é, antes de tudo, uma pessoa, mesmo quando as suas condições físicas o pareçam negar..."
Mezono ( I Congresso Brasileiro de Humanização e da Saúde. SP, 1980)

"(...) O mais importânte em um campo científico não é o acúmulo de conhecimentos adquiridos, mas a utilização dos mesmos como intrumentos para indagar e atuar sobre a realidade. Existe uma grande diferença entre o conhecimento acumulado e o utilizado: o primeiro aliena ( inclusive o sábio); o segundo enriquece a tarefa do ser humano".
José Bleger ( Médico, psicólogo argentino)
O bom do curso com certeza são as novas amizades e o networking.

Este foi um outro curso que resolvi participar. E o fato de fazer nesta área, foi querer realmente compreender os fundamentos essências que regem a atuação do psicólogo na área do Recursos Humanos, porque muito se fala (senso comum) no universo acadêmico, negativamente sobre trabalhar neste campo. E eu quis "ver para crêr" e não vou negar que gostei muito e achei muito intessante o trabalho deste profissional. Mas claro, achar é uma coisa, colocar a "mão na massa" pode ser outra. Colocando nos finalmentes, achei positivo e meu deu uma visão maior de possibilidades no mercado...

Havia feito um curso anterior a este, sobre Gestão de Pessoas com ênfase em Gerência de RH num sistema EAD ( educação á distância) para poder ter uma bagagem teórica antes de me aventurar num curso prático na área de RH. Confesso que pude aproveitar mais neste curso de Recrutamento e Seleção, tendo já um conhecimento prévio e que me ajudou bastante em focar os principais indicadores que assinalam este mercado profissional.

Este curso de EAD, preferi não citar aonde fiz em consideração á escola. Não que o curso não seja ruim, achei até muito bom, o material didático realmente me impressionou e o atendimento para minhas dúvidas sobre os capítulos ao coordenador do curso foi muito zelozo e extremamente prestativo. Confesso que era muito cético a esse tipo de curso online, mas resolvi arriscar e " ver para crer".

O problema de um curso EAD (além daqueles tipos de curso que só querem ganhar dinheiro) é que não existe uma pré-seleção de quem deve fazer o curso ou não. Desta forma, cada um vai fazer o curso de sua maneira, ou seja, pode ser que você o faça de maneira competente, honesto, lendo e tentando obter o máximo do conhecimento que você pagou.Houve uma explosão nos cursos EAD, naturalmente a corrida se deu pelo dinhero fácil, mas e a educação de qualidade?

Pode ter também um indivíduo que pagou pelo curso e não tem intenção alguma nos estudos, isto porque geralmente a maioria destes cursos online, o indivíduo pode repetir quantas vezes quiser os testes que são aplicados nos intervalos de cada capítulo até acertar todos. Sendo que a prova final, tem o mesmo procedimento.

Até aí, você pode pensar, "bem isso não é problema meu, cada um faz suas escolhas, eu quero aprender e o outro quer enganar, fazendo do teste um joguinho de acertos, apenas com a intenção de obter o certificado. Por outro lado, eu prezo aonde invisto o meu dinheiro..."

Porém, olha só. O problema é que o fato de um sujeito ter o mesmo certificado que você, sendo ele o indivíduo que apenas comprou o certificado,ok? Pode ser que ele seja cobrado profissionalmente por aquilo que ele nunca teve intenção de estudar e que provavelmente não saberá resolver, entende?

Ele se "queima" e aonde ele fez o curso também sofre perda de qualidade e reputação. E o curso que você fez nesta escola? Quem garante que um dia um contratante olhe com "maus olhos", este curso de "fachada" e ver quantos já se apresentaram com falsos conhecimentos?

Por isso, muito cuidado ao fazer cursos online. Não existe uma receita, mas seria interessante se houvessem cursos EAD com uma pré-seleção, isto com certeza eliminaria muitos dos que não tem responsabilidade e muito menos comprometimento...

Até a próxima notícia!

Quer ler mais sobre o assunto? Clique abaixo:

Desafios da Gestão EAD.pdf
EAD, problemas e possibilidades.pdf
Governo dificulta o desenvolvimento do EAD
-------------------------------